quinta-feira, 19 de maio de 2011

PERCURSO PORTISTA, NA EUROPA

A excelente campanha europeia do FC Porto, esta época, proporcionou um pulverizar de recordes a todos os título notáveis. Senão vejamos:

* Estabeleceu um máximo de vitórias numa época europeia (14), batendo o do Barcelona, que era de 13, em 2002/2003;

* Consagrou o melhor goleador, numa época europeia (Falcao - 17 golos, porque não conta o golo marcado na pré-eliminatória contra o Genk), batendo o alemão Jurgen Klinsmann do Bayern de Munique , que era de 15 golos;

* Consagrou o treinador mais jovem a vencer uma prova europeia (André Villas-Boas - 33 anos e 213 dias), superando o italiano Gianluca Vialli, com 33 anos e 308 dias;

* Estabeleceu um máximo de jogos, conseguidos pelo FC Porto, nas provas europeias (17 jogos numa época), contra 16 jogos, na Champions League de 2001/2002, que teve duas pré-eliminatórias e duas fases de grupos.


DESEMPENHO PORTISTA NA EUROPA

(Clicar no quadro para ampliar)

2 comentários:

  1. Boas,

    Mais uma vez o caneco é nosso !!!!
    Apesar de não ter sido um jogo brilhante fundamentalmente pela atitude super defensiva do braga, conseguimos o mais importante ... mais um titulo europeu para o nosso vastissimo curriculum.

    È um prazer enorme ser do FC Porto !!!

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Grande alegria. Durante o jogo, como quem anda a par sabe, tive de ir tentando dar uma olhadela no resultado, muito de fugida e... curiosamente cliquei na transmissão na ocasião do golo... Depois foi tentar aguentar até ao fim, na mesma, e cá dentro estourar como foguetes que se ouviram em vários lados.
    Passadas já estas horas, voltando-se já as atenções para a final da Taça de domingo, entretanto o que dá mais gozo é ver a azia de benfiquistas e, pasme-se, de sportinguistas, que até se desculpam com as esfarrapadas queixinhas do Domingos - esquecendo-se eles de pelo menos um, mas até dois, dos bracarenses que mereciam não ter acabado o jogo...
    O Porto é o Maior!
    Um reparo tem de ser feito, a quem anda a tentar arranjar motivos para diminuir a grande vitória do Norte: alguma comunicação social está a criticar por entre os futebolistas presentes, os estrangeiros terem usado as bandeiras dos seus países, enquanto os portugueses não… Ora, no caso dos do F. C. Porto, apetece dizer que o país tem tratado tão mal o clube e os seus representantes que não se pode pedir que se esqueça isso, sendo que os símbolos nacionais são mais para coisas do regime. Pode ser forte, isto dito assim, mas é a realidade. E quem não concordar que faça alguma coisa para alterar o panorama, visto haver diferenciação, facciosismo e separatismo entre Lisboa e arredores relativamente ao resto do País, a começar nos políticos e nos dirigentes desportivos.

    http://longara.blogspot.com/2011/05/porto-d-honra-europeu.html

    ResponderEliminar